O Bank of America (BofA) anunciou hoje que registrou uma queda de 41% no lucro líquido do segundo trimestre deste ano, para US$ 3,41 bilhões (US$ 0,72 por ação), ante os ganhos obtidos no mesmo período do ano passado. O maior banco de varejo dos Estados Unidos se tornou o mais recente grande banco a anunciar resultados acima das expectativas dos analistas.

No pré-mercado em Wall Street, as ações do BofA subiam 8,7%, para US$ 29,89. A média das estimativas dos analistas ouvidos era de lucro de US$ 0,53 por ação.

O Bank of America divulgou baixas contábeis de US$ 1,22 bilhão entre abril e junho de 2008 relacionadas à crise financeira, número menor que os US$ 2,81 bilhões registrados no primeiro trimestre deste ano. Já as provisões para perdas com crédito mais do que triplicaram, passando de US$ 1,81 bilhão um ano antes para US$ 5,83 bilhões no segundo trimestre de 2008, em meio ao aumento dos custos nas carteiras de ativos imobiliários, pequenos negócios e construtoras residenciais. No primeiro trimestre, as provisões haviam alcançado US$ 6,01 bilhões.

Os empréstimos que a companhia não acredita que são recuperáveis aumentaram para 1,67% do total de empréstimos e arrendamentos no segundo trimestre de 2008, ante 0,81% no segundo trimestre de 2007 e 1,25% no primeiro trimestre deste ano, refletindo a deterioração do mercado imobiliário americano e a desaceleração econômica dos EUA.

A receita da unidade de consumo, que inclui o maior negócio de cartões de crédito dos EUA e a rede de marcas do banco, subiu 11%, enquanto o lucro caiu 66% em razão de provisões contra perdas com crédito. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.