Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lucro da Usiminas supera estimativas apesar da crise

SÃO PAULO (Reuters) - A Usiminas conseguiu encerrar o quarto trimestre de 2008 com um lucro superior ao estimado pelo mercado, mesmo diante de um quadro de retração da demanda por aço no final do ano passado. O grupo siderúrgico registrou um lucro líquido de 837 milhões de reais no período de outubro a dezembro do ano passado, abaixo do valor apurado em 2007, quando a empresa lucrou 970 milhões de reais, mas bem acima da média das estimativas de analistas consultados pela Reuters, que projetavam um lucro de apenas 368,3 milhões de reais para o período.

Reuters |

"A retração da demanda do último trimestre do ano, em decorrência da crise econômica global, interrompeu o ciclo de crescimento do setor siderúrgico e, não fossem estas circunstâncias, certamente os indicadores econômicos/financeiros e de performance operacional da Usiminas seriam ainda mais expressivos", afirmou Marco Antônio Castello Branco, presidente da empresa, em comunicado encaminhado para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A geração de caixa da siderúrgica de Minas Gerais, medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou 1,508 bilhão de reais nos três últimos meses de 2008, ante 1,217 bilhão de reais um ano antes. A margem Ebitda subiu de 35 por cento, no final de 2007, para 40,4 por cento nos últimos três meses do ano passado.

A receita líquida atingiu o patamar de 3,729 bilhões de reais no período outubro-dezembro, um aumento de 7 por cento em relação ao último trimestre do ano anterior.

Para o ano de 2008 como um todo, o grupo siderúrgico teve lucro líquido de 3,224 bilhões de reais, um aumento de 2 por cento frente ao lucro de 3,172 bilhões de reais de 2007.

De acordo com as estimativas da siderúrgica, o processo de retração da demanda deve continuar no primeiro trimestre de 2009, ocorrendo a partir do segundo trimestre o "início da retomada do processo de crescimento", puxado pela queda dos estoques de aço e produtos acabados nas diversas cadeias produtivas.

(Reportagem de Renato Andrade, edição Alberto Alerigi Jr.)

Leia tudo sobre: usiminas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG