Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lucro da Pfizer cresce 19% no 1º semestre do ano

Nova York, 23 jul (EFE) - A companhia farmacêutica americana Pfizer anunciou hoje que, no primeiro semestre de 2008, lucrou 19% a mais que nos seis primeiros meses do ano anterior e que dobrou seu lucro no segundo trimestre em comparação com o mesmo período de 2007.

EFE |

Pfizer afirmou em comunicado de imprensa que nos seis primeiros meses do ano lucrou US$ 5,56 bilhões (US$ 0,82 por ação), 19% a mais que no primeiro semestre de 2007, quando o lucro líquido foi de US$ 4,659 bilhões (US$ 0,66 por título).

A farmacêutica americana faturou entre janeiro e junho deste ano US$ 23,977 bilhões, um aumento de 2% frente ao primeiro semestre de 2007, quando teve vendas no valor de US$ 23,558 bilhões.

A companhia, com sede em Nova York, lucrou US$ 2,776 bilhões (US$ 0,41 por ação) no segundo trimestre de 2008, com o que mais que dobrou seu lucro líquido de US$ 1,267 bilhão (US$ 0,18 por ação) de abril a junho de 2007.

Excluindo gastos extraordinários, a Pfizer ganhou no segundo trimestre US$ 0,55 por ação.

Os resultados da empresa do segundo trimestre foram ligeiramente melhores do que o previsto por Wall Street, pois os analistas tinham calculado que a farmacêutica anunciaria um lucro líquido de US$ 0,54 por título.

O presidente e executivo-chefe da Pfizer, Jeff Kindler, se mostrou satisfeito com os resultados do segundo trimestre e destacou as boas vendas da unidade farmacêutica e de saúde dos animais.

A Pfizer destacou que as vendas no mundo todo subiram 9% no quarto trimestre.

As vendas internacionais aumentaram 18%, enquanto as dos Estados Unidos baixaram 2% pela queda da demanda, no país, do medicamento para parar de fumar Chantix e a perda da proteção da patente do remédio contra a alergia Zyrtec e contra o câncer Camptosar.

A farmacêutica reafirmou as perspectivas de lucro para o conjunto do ano fiscal 2008 e calculou que o lucro líquido se situará entre os US$ 1,73 e US$ 1,88 por ação e que faturará entre US$ 47 bilhões e US$ 49 bilhões. EFE bj/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG