Tamanho do texto

Nova York, 21 jul (EFE).- O lucro da farmacêutica Merck no primeiro semestre aumentou 50% frente ao mesmo período de 2007, enquanto o da Schering-Plough, do mesmo setor, caiu 34%, informaram hoje as duas companhias.

Ambas atrasaram hoje por horas as divulgações de seus balanços, para que não coincidissem com a publicação de um estudo em que se assegura que o medicamento Vytorin, comercializado tanto pela Merck como pela Schering-Plough, não consegue melhorar as condições cardiovasculares de pacientes com problemas de obstrução na válvula aórtica.

Depois do fechamento da Bolsa de Nova York, a Merck anunciou hoje que no primeiro semestre do ano ganhou US$ 5,070 bilhões, o que supõe aumento de 50% frente ao mesmo período de 2007.

"A Merck fez bons progressos no lançamento de novos produtos farmacêuticos e de vacinas por todo o mundo, impulsionando a eficiência em muitas partes de seu negócio", assegurou o executivo-chefe da farmacêutica, Richard Clark, ao apresentar os resultados.

A Schering-Plough informou hoje, por sua vez, que seu lucro líquido chegou a US$ 726 milhões no primeiro semestre, o que supõe uma queda de 34% com relação ao mesmo período de 2007.

"Enquanto o mercado das receitas médicas continua em situação mais difícil nos Estados Unidos, conseguimos um bom crescimento das vendas internacionais", assegurou o executivo-chefe da Schering-Plough, Fred Hassan, em comunicado. EFE mgl/fr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.