Tamanho do texto

São Paulo, 14 nov (EFE) - A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) reportou queda de 94,3% no lucro líquido do terceiro trimestre do ano em relação ao mesmo período de 2007, afetada por operações no mercado de futuros que apostavam em um real fortalecido frente ao dólar.

A empresa divulgou os resultados correspondentes ao terceiro trimestre de 2008, no qual lucrou R$ 40 milhões, uma queda de 94,3% frente ao mesmo período de 2007.

A CSN apostou em operações de derivativos no mercado de futuros com previsões de uma moeda local forte, mas a recente desvalorização do real aumentou suas dívidas comprometidas em dólares.

A companhia calcula ter perdido R$ 1,3 bilhão nesse tipo de operação no trimestre, mas, nos nove primeiros meses do ano, lucrou R$ 1,8 bilhão.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 2,1 bilhões, 60% maior frente ao terceiro trimestre de 2007.

A receita líquida entre julho e setembro chegou a R$ 4 bilhões, um recorde para a companhia neste período.

No acumulado do ano, o faturamento bate a marca de R$ 10,6 bilhões. EFE wgm/db