Tamanho do texto

NOVA YORK - A maior fabricante de refrigerantes do mundo, a Coca-Cola, anunciou nesta quinta-feira lucro trimestral antes de itens extraordinários acima das expectativas do mercado. O resultado foi apoiado em um dólar fraco. As ações da companhia, que chegaram a subir 1,6% antes da abertura dos mercados, recuavam 3,71%, logo após o iníco da sessão em Nova York.

A Coca-Cola teve lucro líquido de US$ 1,42 bilhão, ou US$ 0,61 por ação, no segundo trimestre encerrado em 27 de junho, ante ganho de US$ 1,85 bilhão, ou US$ 0,80 por ação um ano antes.

Excluindo encargo de US$ 0,40 por ação sofrido pela engarrafadora Coca-Cola Enterprises Inc, onde a Coca-Cola detém 35% do controle, a fabricante de refrigerantes teve lucro de US$ 1,01 por ação.

Analistas, em média, esperavam ganho de US$ 0,96 por ação, segundo a Reuters Estimates.

A receita operacional líquida no trimestre cresceu 17%, para US$ 9,05 bilhões.

A empresa informou que as vendas foram fortes na América Latina, China, Turquia, Índia, Leste Europeu, sul da Eurásia, Oriente Médio e norte e oeste da África. As vendas em volume caíram 1% no Japão e na União Européia.

(Por Martinne Geller)

Leia mais sobre Coca-Cola