Tamanho do texto

A Braskem teve lucro líquido de R$ 383 milhões no segundo trimestre, crescimento de 36% em relação ao mesmo período de 2007. O resultado ficou acima das expectativas dos analistas.

Uma das explicações para o resultado é a desvalorização cambial, uma vez que 70% da dívida é corrigida em dólares. A receita líquida totalizou R$ 4,405 bilhões, queda de 11% na comparação anual. A geração de caixa medida pelo Ebitda ficou em R$ 519 milhões, redução de 44% em relação ao ano anterior. A forte demanda doméstica e a parada programada da Petroquímica União (PQU), entre agosto e outubro, levarão a Braskem a intensificar suas vendas ao mercado interno.