México, 21 jul (EFE) - A telefônica América Móvil, dona da Claro, propriedade do magnata Carlos Slim, obteve um lucro líquido de 31,436 bilhões de pesos (US$ 3,050 bilhões) no primeiro semestre de 2008, 9,7% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

O número de assinantes da Claro no Brasil cresceu 26,1% e ficou em 33,1 milhões; enquanto na Argentina, Paraguai e Uruguai, foi de 15,7 milhões, um aumento de 23,3%.

Em um comunicado financeiro enviado à Bolsa Mexicana de Valores, América Móvil especificou que, entre janeiro e junho deste ano, teve receita total de 165,906 bilhões de pesos (US$ 16,107 bilhões), 16,9% acima do obtido no mesmo intervalo de 2007.

O faturamento antes de juros, taxas, depreciação e amortização (Ebitda) nos primeiros seis meses do ano ficou em 68,629 bilhões de pesos (US$ 6,663 bilhões), o que representou um aumento de 15,7% em relação valor de janeiro a junho de 2007.

No segundo trimestre do ano, o lucro líquido da companhia cresceu 25,3% frente ao mesmo período de 2007, com 17,659 bilhões de pesos (US$ 1,714 bilhão).

As vendas totais entre abril e junho somaram 84,577 bilhões de pesos (US$ 8,211 bilhões), número que significou um aumento de 13,6% em relação ao segundo trimestre de 2007.

No fechamento de junho, a dívida total de América Móvil chegou a US$ 9,068 bilhões, número 5,93% inferior em relação aos US$ 9,640 bilhões de dezembro.

Neste semestre, a empresa destinou a investimentos 26,7 bilhões de pesos (US$ 2,590 bilhões) e outros 13,9 bilhões de pesos (US$ 1,35 bilhão) para a recompra de suas próprias ações. EFE jrm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.