SÃO PAULO - SÃO PAULO - A American Banknote, que atua no fornecimento de cartões de crédito e serviços gráficos de segurança, teve lucro de R$ 21,1 milhões no segundo trimestre de 2008, crescimento de 5,5% sobre o registrado em igual período do ano passado. O resultado está ajustado por amortização de ágio. No semestre, a companhia embolsou R$ 38,2 milhões.

No trimestre, a receita líquida apresentou alta de 52,4%, para R$ 168 milhões. E a geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) apresentou crescimento de 38,3%, para R$ 43 milhões. A margem Ebitda, no entanto recuou de 28,2%, para 25,6%. O Ebitda está ajustado a despesas recorrentes de R$ 4,2 milhões proveniente de aquisições.

A companhia apresentou crescimento nos três principais segmentos de atuação. No setor de cartões, a receita teve alta de 27,7%, para R$ 61,4 milhões, com 188,8 milhões de unidades vendidas, mas a geração de caixa e margens recuaram.

No segmento sistemas de identificação, o crescimento das vendas foi de 55%, totalizando R$ 50,2 milhões, com crescimento do Ebitda e das margens.

Destaque para o ramo de serviços gráficos, que teve a receita ampliada em 89,3%, para R$ 56,6 milhões no segundo trimestre frente igual período do ano passado. A geração de caixa cresceu com o mesmo vigor, mas as margens permaneceram estáveis.

No trimestre, o segmento de cartões continuou como o principal fonte de receita da ABNote, mas reduziu sua participação de 43,6%, para 36,5%, da receita líquida total. Enquanto isso, os sistemas de identificação ampliaram a participação em 0,5 ponto percentual para 29,8%, e os serviços gráficos ampliaram sua fatia nas vendas totais de 27,1%, para 33,7%.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.