Brasília, 10 mar (EFE).- O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje que espera resolver na quinta-feira, quando se reunirá com seu colega venezuelano, Rafael Ramírez, as pendências sobre a refinaria que as duas nações pretendem operar em Pernambuco.

"Vamos decidir essas coisas na noite de quinta-feira, quando o ministro estará aqui, e tomaremos uma decisão em conjunto", disse Lobão.

Além de ministro de Minas e Energia da Venezuela, Ramírez é presidente da Petróleos de Venezuela S/A (PDVSA).

A Refinaria Abreu e Lima, que começou a ser projetada pelos dois países em 2005, está sendo construída somente pela Petrobras, pois divergências entre os países sobre o projeto não permitiram que a PDVSA participasse diretamente das obras.

As previsões vigentes indicam que a refinaria binacional entrará em operação em 2010 e processará 200 mil barris de petróleo pesado por dia, a metade deles procedente da Venezuela.

A nova refinaria produzirá principalmente diesel e coque de petróleo, já que o Brasil possui uma forte demanda destes dois produtos. EFE cm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.