Tamanho do texto

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje que, por enquanto, não há atraso no cronograma com o qual o governo trabalha para a aprovação dos projetos que estabelecem o marco regulatório para a produção petrolífera na camada do pré-sal. Por enquanto, não há atraso.

O compromisso do presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), é votar até 10 de novembro", disse, acrescentando que, mesmo se não for possível concluir a votação nesta data, ele supõe que haverá um reagendamento para uma data próxima a esta.

Lobão disse que vai conversar hoje ou, no máximo, na próxima segunda-feira com o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), relator do projeto que sobre o sistema de partilha da produção do pré-sal. Alves quer elevar para 15% os royalties do pré-sal, o que vem desagradando o governo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.