Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lobão: não há riscos de atrasos em Angra 3 e Madeira

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou hoje que não há riscos de atrasos, por eventuais novas exigências ambientais, no cronograma de início das obras de construção da usina nuclear Angra 3, no Rio de Janeiro, nem das usinas hidrelétricas Santo Antonio e Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia. No final da manhã de hoje, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, afirmou que faria novas exigências para liberar a licença ambiental de Angra 3, entre elas a de que a usina tome conta dos parques ecológicos situados ao seu redor e que faça medições dos níveis de radiação na região.

Agência Estado |

"Essas exigências não vão contra o prazo, e me parecem razoáveis. Nós não pretendemos trabalhar com a idéia de atraso no reinício da construção de Angra 3. O ministro Minc tem participado de reuniões sobre esse assunto, e o governo inteiro tem consciência de que deve começar a construção no dia 1º de setembro."

Em relação às declarações de Minc sobre possível cobrança de tarifa ambiental para hidrelétricas, Lobão disse que ainda precisa conversar com o ministro do Meio Ambiente.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG