Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lobão diz que envio de gás da Bolívia está quase restabelecido

Brasília, 11 set (EFE).- O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, garantiu hoje que foi quase restabelecida totalmente a provisão de gás da Bolívia, que na quarta-feira passada tinha sido parcialmente interrompida por um atentado contra um gasoduto.

EFE |

Segundo o ministro, na manhã de hoje a situação "se agravou muito", com uma redução de cerca de 15 milhões de metros cúbicos na provisão de gás.

O ministro fez referência a informações procedentes da Bolívia, segundo as quais hoje foi suspenso o envio de mais da metade do gás previsto para o Brasil, após uma nova interrupção em um gasoduto do sudeste do país, onde acontecem protestos contra o Governo.

Segundo o ministro, até às 17h (Brasília), o fluxo de gás já tinha sido "quase normalizado" e só faltavam em torno de três milhões de metros cúbicos dos 30 milhões diários que o país recebe do país andino.

No entanto, Lobão disse que "ainda não existe uma situação de total segurança" e ressaltou que espera que se normalize a situação no prazo de dois ou três dias.

O ministro informou que o Governo tomou medidas, como a desconexão de uma central termoelétrica da Petrobras, para reduzir a demanda brasileira e evitar o desabastecimento das grandes cidades.

EFE mp/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG