SÃO PAULO - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje que a estatal Eletrobrás terá em qualquer circunstância uma participação relevante na hidrelétrica de Belo Monte. Segundo ele, a fatia da companhia no projeto deverá ficar entre 40% e 49%.

" Não queremos ter a hegemonia " , disse Lobão durante evento em São Paulo. Ele acrescentou ainda que a licitação deverá ser feita entre abril e maio e a publicação do edital do leilão deverá sair este mês.

De acordo com Lobão, a publicação do edital depende apenas de uma resposta do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre uma proposta que eleva os custos finais da obra em R$ 3 bilhões.

" O fato é que é a terceira maior hidrelétrica do mundo, que precisa ser construída no Brasil para nossa segurança energética " , assinalou.

(Eduardo Laguna | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.