Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lobão: crise não atrasará cronograma do pré-sal

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje que o cronograma de trabalhos sobre mudanças na lei do petróleo para a futura exploração da camada do pré-sal, localizada abaixo do leito marinho, não sofrerá atraso de nenhum minuto por causa da crise financeira internacional. Segundo ele, na última segunda-feira (dia 3), foi realizada uma longa reunião com técnicos no Palácio do Planalto, onde foram discutidos diversos modelos alternativos de exploração que serão apresentados ao presidente da República.

Agência Estado |

O ministro, que participa no Congresso Nacional da sessão solene de comemoração dos 20 anos da promulgação da Constituição, disse que a definição sobre o assunto deverá ocorrer na segunda quinzena de novembro. "Tratamos o assunto longamente anteontem à noite, ouvimos explicações da equipe técnica e nada mudará em relação ao pré-sal por causa da crise", afirmou.

Perguntado se, por causa da queda dos preços do petróleo nos últimos dias, a exploração do petróleo na camada do pré-sal ficaria inviável, o ministro respondeu: "não sabemos quanto estará o custo da exploração do petróleo, quando chegar lá. Mas, se o petróleo estiver a US$ 60, US$ 70, US$ 75, ainda assim é viável".

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG