Tamanho do texto

A LLX, empresa de logística do grupo EBX, realiza hoje a cerimônia de lançamento das obras do Superporto Sudeste, terminal portuário privativo de uso misto localizado na Baía de Sepetiba, em Itaguaí, a 80 km do Rio

A LLX, empresa de logística do grupo EBX, realiza hoje a cerimônia de lançamento das obras do Superporto Sudeste, terminal portuário privativo de uso misto localizado na Baía de Sepetiba, em Itaguaí, a 80 km do Rio. O empreendimento de R$ 1,8 bilhão escoará a produção do Sistema Sudeste da MMX, empresa de mineração do grupo EBX, e de outros produtos de minério de ferro do Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais, que atualmente não exporta por falta de opção logística. O porto, cujo início da operação está previsto para o começo de 2012, terá área de 52 hectares, profundidade de 21 metros e estrutura offshore inicial com dois berços para atracar navios. A previsão é de que o porto movimente 50 milhões de toneladas por ano, capacidade que pode ser dobrada. Como a movimentação de minério de ferro será feita por ferrovia, serão construídos, a partir da linha principal da MRS, um ramal de 2,3 km e estrutura para descarregamento dos vagões e manobra dos trens em formato de pera (a chamada pera ferroviária). Conforme anúncio feito ontem, as obras civis serão conduzidas pelo consórcio ARG-Civilport e incluem a construção do pátio de estocagem de minério de ferro, um túnel que ligará o pátio de estocagem e os píeres para atracação dos navios e estrutura offshore (ponte e píeres). Os dois principais equipamentos utilizados na operação do terminal já foram adquiridos - dois viradores duplos de vagões, da ThyssenKrupp e dois carregadores de navio, da ZPMC, empresa chinesa de equipamentos portuários. O minério será armazenado em dois pátios de estocagem, com capacidade estática para 2,5 milhões de toneladas. Um dos pátios ficará onde hoje funciona a Pedreira Sepetiba para aproveitar uma área já degradada. O outro será construído na parte interna da pera ferroviária. Na fase de implantação do porto, a empresa estima que sejam gerados 2,8 mil empregos. Para a operação, 450 pessoas devem ser contratadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.