Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Livro bege indica retração geral

A atividade econômica enfraqueceu em todos os 12 distritos do Federal Reserve (banco central americano), com contrações nas vendas no varejo, especialmente de veículos, na maioria das regiões. Os informes dos distritos sobre a atividade no setor de serviços foram em geral negativos, enquanto a atividade industrial declinou na maioria dos distritos, enquanto as novas encomendas à indústria foram fracas.

Agência Estado |

É o que diz o Livro Bege do Fed, o relatório das condições da economia americana que servirá de base às decisões de política monetária a serem tomadas na próxima reunião do Comitê de Mercado Aberto (Fomc), em 15 e 16 de dezembro.

O informe divulgado ontem foi preparado pelo Fed de Minneapolis, com base em dados coletados até 24 de novembro. "Quase todos os distritos relataram mercados de moradias fracos, caracterizados por preços de venda reduzidos e atividade de vendas fraca, mas estável", diz o relatório. "Os mercados de imóveis comerciais declinaram na maioria dos distritos. O crédito se contraiu, com muitos distritos relatando reduções na concessão de empréstimos residenciais, comerciais e industriais e padrões mais exigentes para empréstimos."

"As condições no setor agrícola foram variadas, com uma colheita relativamente boa, mas preocupações quanto à lucratividade. A produção e exploração nos setores de mineração e energia começaram a enfraquecer, por causa da baixa dos preços de venda", acrescenta. O documento também diz que "os informes dos distritos descreveram as condições do mercado de mão-de-obra como em enfraquecimento".

Embora o Livro Bege tenha mostrado enfraquecimento da atividade econômica em todos os distritos, Ryan Wang, do banco HSBC, destaca um sinal positivo no relatório. Segundo ele, o crédito ao consumidor e às empresas desacelerou na maioria dos distritos, mas há indícios de melhora.

"Filadélfia e Cleveland apresentaram volumes de crédito entre estáveis e em alta e Chicago informou que as ações da Corporação Federal de Seguro de Depósito (FDIC, na sigla em inglês) e o crédito do Fed melhoraram a liquidez." Esses informes sugerem que as medidas do governo dos EUA podem estar começando a quebrar o bloqueio dos mercados de crédito, indicou o analista.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG