Genebra, 8 dez (EFE).- Liechtenstein e Estados Unidos assinaram hoje um acordo pelo qual o país alpino relaxará seu sigilo bancário em caso de fraude fiscal no qual estejam envolvidos cidadãos americanos.

O chefe de Governo do principado, Otmar Hasler, e a embaixadora americana nesse país, Leigh Carter, assinaram um acordo que entrará em vigor em 2010, e cujas negociações duraram dois anos.

O acordo estabelece que, se um cidadão americano for suspeito de ter cometido fraude fiscal e o dinheiro estiver em Liechtenstein, este país oferecerá os dados necessários para a investigação.

Para que o acordo entre em vigor, deve ser aprovado primeiro pelo Parlamento do principado. EFE mh/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.