Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Líderes europeus pressionam Bush por reforma global

Líderes europeus estão pressionando o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, para que ele apóie uma reunião no fim deste ano com objetivo de elaborar caminhos para reformar o sistema financeiro mundial.

Agência Estado |

Reunidos hoje com Bush na casa de campo presidencial, em Camp David, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, e o presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso, estão tentando convencer Bush de que agora é uma boa oportunidade para reforçar e coordenar melhor os mercados financeiros, para reagir à crise econômica que atingiu os mercados em todo o mundo.

O presidente norte-americano concorda com uma reunião do G-8, grupo dos sete países mais industrializados do mundo mais a Rússia, e algumas economias emergentes, como China e Índia. No entanto, os EUA não apóiam as reformulações mais ambiciosas e amplas que alguns líderes europeus, como Sarkozy, têm em mente para o sistema financeiro mundial.

Sarkozy e Barroso fizeram uma parada em Camp David para se reunir com Bush após um compromisso no Canadá. Ontem, Sarkozy havia repetido seu pedido por reparações no sistema financeiro mundial, de modo que ele possa ser mais bem supervisionado após a crise. Os líderes europeus têm defendido uma reunião das maiores economias do mundo, incluindo China, Rússia e Índia, antes do fim deste ano, possivelmente em New York - parecida com a reunião de Bretton Woods, realizada em 1944, que estabeleceu regras para as relações comerciais e financeiras internacionais.

Entre outras questões que os europeus querem discutir, estão a supervisão e a regulamentação dos mercados, reduções do sigilo bancário, sistemas de alerta para detectar crises iminentes e um sistema para dar respostas rápidas e coordenadas a uma crise. As informações são da AP.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG