O número um mundial da siderurgia ArcelorMittal anunciou nesta quinta-feira que suspenderá durante pelo menos dois trimestres o funcionamento dos altos fornos de 12 fábricas na Europa para enfrentar a baixa demanda da indústria automotiva.

Estas paralisações, relacionadas à produção de aços planos, deverão se prolongar durante, pelo menos, dois trimestres - o quarto trimestre de 2008 e o primeiro trimestre de 2009 - precisou a ArcelorMittal em nota.

Isto se traduzirá em reduções da produção que poderão chegar a até 30%, acrescentou.

"Reduzimos o ritmo", fechando "momentaneamente" um alto forno dos três com os quais conta cada fábrica, em particular os de Dunquerque (Norte), Florange (Leste) e Fos-sur-Mer (Sudeste), explicou Michel Wurth, membros da direção da ArcelorMittal, confirmando informações dos sindicatos.

Devido à crise, a PSA Peugeot Citroën anunciou que no quarto trimestre deste ano daria férias coletivas na quase totalidade das fábricas européias.

A Renault suspenderá a produção durante uma ou duas semanas em várias fábricas da França, e durante alguns dias em unidades no exterior.

ggy/fbe/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.