São Paulo, 17 - O leilão de contratos de opção de venda privada para milho do Mato Grosso, realizado hoje, resultou na negociação de 1.165 contratos de 27 toneladas, ou 31,455 mil toneladas.

Foram ofertados 1.231 contratos e vendidos 94,6% do total.

A operação de hoje conclui a comercialização iniciada no leilão do dia 4 de setembro, quando o governo ofereceu ao setor privado prêmios para operações de compra de milho em Mato Grosso e transporte para Estados do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo.

Para ter direito ao prêmio - R$ 4,38 a saca para o Nordeste e R$ 2,52 a saca para Minas Gerais e Espírito Santo -, a empresa precisava lançar contratos de opção de venda ao produtor do Mato Grosso, pagando um preço determinado, o que foi feito hoje.

Os produtores rurais que arremataram os contratos de opção de venda pagaram um prêmio de R$ 12,85 a saca por contrato (R$ 0,47 por tonelada ou R$ 0,03 por saca), e ganham o direito de exercer ou não a opção de venda em 10 de outubro, quando vão analisar se é vantagem entregar o cereal à empresa pelo preço de R$ 14,28 a saca ou vender no mercado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.