Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Leilão de blocos marítimos não está descartado, diz Zimmermann

RIO - O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Marcio Zimmermann, afirmou que a decisão do governo de privilegiar as bacias terrestres na 10ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) não significa que as concessões de blocos exploratórios marítimos estejam descartadas em futuros leilões. Este ano, pela primeira vez desde que o sistema de concessão de áreas em leilões foi criado, a ANP não ofereceu blocos marítimos. As 130 áreas oferecidas na 10ª Rodada foram terrestres, em todas as sete bacias sedimentares.

Valor Online |

"Não estamos dizendo que o mar deve ser esquecido. A única coisa concreta é que, para a área do pré-sal, a prudência manda esperar pelo novo marco regulatório", frisou Zimmermann, que ocupa o cargo de ministro interino, uma vez que o titular da pasta, Edison Lobão, está na Inglaterra para acompanhar a reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). "O Brasil tem agora a chance de conhecer mais suas bacias sedimentares", acrescentou.

(Rafael Rosas | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG