Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Leilão de biomassa negocia 2,9 mil MW de energia

Depois de muitas idas-e-vindas, o governo promove hoje, via internet, o primeiro leilão de reservas para contratação de energia produzida da biomassa. A disputa vai ocorrer a partir das 10 horas e envolve a comercialização de 2.

Agência Estado |

921 megawatts (MW) de energia para entrega a partir de 2009 e 2010.

No total, 44 empreendimentos vão participar do certame, a maioria do setor sucroalcooleiro. O número de inscritos, no entanto, foi decepcionante. A primeira habilitação teve 118 interessados, num total de 7,8 mil MW. Desses, apenas 89 foram considerados aptos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a participar do leilão. Nem todos, porém, aceitaram as condições oferecidas pelo governo, e declinaram.

Segundo o consultor da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica), Onorio Kitayama, apesar de todos os esforços, não se conseguiu um consenso em relação a todos os problemas. Uma das principais divergências está associada à questão da conexão, cujo custo terá de ser dos produtores. Além disso, o preço não foi considerado atrativo por todos os produtores, completou o presidente da Unica, Marcos Jank. O preço inicial para o leilão foi de R$ 157 o megawatt-hora (MWh). Na competição, esse valor vai caindo conforme os lances dos vendedores. "Esse valor ficou aquém do esperado", diz Jank. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG