Tamanho do texto

O primeiro leilão de créditos de carbono voltado ao mercado voluntário, realizado hoje pela BM&FBovespa, terminou sem negócios. Segundo nota distribuída pela Bolsa, foram ofertadas 180 mil unidades de reduções de emissões verificadas (voluntary carbon units), divididas em três lotes de 60 mil toneladas cada, de titularidade de projetos administrados pela Carbono Social Serviços Ambientais.

O primeiro leilão de créditos de carbono voltado ao mercado voluntário, realizado hoje pela BM&FBovespa, terminou sem negócios. Segundo nota distribuída pela Bolsa, foram ofertadas 180 mil unidades de reduções de emissões verificadas (voluntary carbon units), divididas em três lotes de 60 mil toneladas cada, de titularidade de projetos administrados pela Carbono Social Serviços Ambientais. Nenhum lote foi arrematado pelas empresas participantes.<p><p>Este foi o terceiro leilão de créditos de carbono realizado pela BM&FBovespa e o primeiro voltado ao mercado voluntário em ambiente de bolsa no Brasil.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.