Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lei teria evitado crise, diz analista

A explosão das agências hipotecárias Fannie Mae e Freddie Mac é a principal responsável pela crise, situação que poderia ter sido evitada se um projeto de lei de 2005 tivesse passado no Congresso. A avaliação é do diretor de estudos de política econômica do American Enterprise Institute, Kevin Hassett.

Agência Estado |

Em artigo veiculado pela Bloomberg, Hassett, que é conselheiro do candidato republicano à Casa Branca, John McCain, diz que, em 2005, o então presidente do banco central americano (Fed), Alan Greenspan, alertou que era preciso impor um limite à expansão da Fannie e da Freddie.

"(As agências) continuam a crescer, continuam a ter pouco capital. Estamos colocando todo o sistema financeiro sob risco substancial no futuro", disse Greenspan na ocasião, segundo Hassett. Depois do alerta, um projeto com uma "séria" reforma da Fannie e da Freddie foi elaborado - e aprovado no Comitê de Bancos do Senado.

Não passou, porém, no plenário. Segundo Hassett, por culpa dos democratas, entre eles Barack Obama. O conselheiro de McCain diz que a lei teria dado aos reguladores o poder de ser "linha-dura" com a Fannie e a Freddie.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG