Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lehman Brothers recorre à lei de falências americana e pede concordata

O banco de investimentos americano Lehman Brothers recorreu nesta segunda-feira ao capítulo 11 da lei de falências americana e pediu concordata, o que lhe permite tentar uma reorganização interna, informou um porta-voz.

AFP |

O porta-voz não deu mais detalhes sobre os procedimentos em curso.

O Capítulo 11 da lei americana de falências permite a uma empresa com dificuldades financeiras a continuar funcionando normalmente, dando-lhe um tempo para chegar a um acordo com seus credores.

A proteção do Capítulo 11 pode ser requerida seja pela empresa em dificuldades, seja por um de seus credores. Este procedimento significa uma vontade de reestruturação da companhia, sob o controle de um tribunal.

O Lehman Brothers anunciou na madrugada desta segunda-feira que iria se declarar em falência "para proteger seus ativos e maximizar seu valor".

O banco de investimentos perdeu 3,9 bilhões de dólares no terceiro trimestre do atual exercício.

O gigante financeiro informou em um comunicado que a medida foi autorizada pelo conselho diretor e seria levada nesta segunda-feira à Corte de Falências do distrito sul de Nova York.

"Os clientes do Lehman Brothers, incluindo os da subsidiária Neuberger Berman Holdings LLC, podem manter suas operações ou tomar a decisão que considerarem necessária em relação a suas contas", afirma o gigante das finanças no comunicado.

Um consórcio de 10 instituições financeiras privadas anunciou no domingo um plano para oferecer 70 bilhões de dólares em crédito para aliviar a crise gerada pelo eminente colapso do banco Lehman Brothers.

mk/cn/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG