Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lehman Brothers corre para achar um comprador

O banco de investimentos Lehman Brothers, o quarto maior dos Estados Unidos, está negociando sua venda. Entre os interessados está o Bank of America (BofA), segundo fontes não identificadas, citadas por agências internacionais.

Agência Estado |

A necessidade de venda cresceu após as ações do Lehman terem despencado 42% ontem, provocando novas dúvidas sobre a sua habilidade em negociar com outros bancos de Wall Street. Na terça-feira, os papéis já haviam caído 45%.

Contudo, os compradores em potencial continuam cautelosos em relação aos buracos no balanço do Lehman e, cada vez mais, olham para o governo dos Estados Unidos, por uma ajuda para se protegerem de perdas futuras. Segundo agências internacionais, o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e o Tesouro dos EUA estão intermediando a transação, o que deve facilitá-la. Dessa forma, podem replicar o modelo que já foi usado na venda do Bear Stearns para o JP Morgan Chase, em março.

No entanto, o Bank of America apenas pode fazer um acordo com o Lehman se for encorajado pelo governo federal, uma vez que está ocupado digerindo a financeira de hipotecas Countrywide Financial, adquirida recentemente. A situação ontem, porém, estava tão volátil que as pessoas envolvidas na negociação de um acordo disseram que era muito cedo para dizer que tipo de venda seria ou se até mesmo sairia um acordo. Sem o apoio explícito do governo americano, outros pretendentes têm se mostrado desinteressados em absorver o Lehman e seu balanço de US$ 600 bilhões. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG