Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Lavrov e Rice conversam na cúpula da Apec sobre escudo antimísseis dos EUA

O chanceler russo, Serguei Lavrov, declarou neste domingo que teve um encontro construtivo durante a cúpula da Apec em Lima com a secretária norte-americana de Estado, Condoleezza Rice, no qual conversaram sobre o sistema de defesa antimísseis, o controle de armas e a pirataria na Somália.

AFP |

Em sua reunião, realizada sábado, Rice se comprometeu a "tentar considerar as preocupações russas" sobre o escudo antimísseis que Washington pretende instalar em Polônia e República Tcheca, disse Lavrov em comentários divulgados no site do Ministério russo das Relações Exteriores.

"Falamos das consultas sobre os problemas do controle de armas e sobre a defesa antimísseis previstas para dezembro. A secretária de Estado reiterou que tentará considerar as preocupações russas. Veremos como as coisas evoluem", disse Lavrov.

Moscou se opõe firmemente à instalação desse escudo antimísseis na Europa, por considerar que está direcionado para a Rússia. Washington assegura que o objetivo não é o território russo, e sim evitar ataques de países como o Irã.

Em relação à pirataria na Somália, Lavrov ressaltou que conversou com Rice sobre "a necessidade de esforços mais ativos" no Conselho de Segurança da ONU e acrescentou que algo deve ser feito contra os piratas, tanto em terra como no mar.

"É preciso fazer de tudo: não só lutar contra esse mal na água, como também tentar estabelecer alguma ordem na costa somali, em cooperação com o governo legítimo desse Estado", disse.

"A troca de opiniões se mostrou construtiva", concluiu Lavrov.

Durante a reunião do Fórum Econômico Ásia-Pacífico (Apec) também se reuniram no sábado em Lima o presidente norte-americano, George W. Bush, e seu colega russo, Dmitri Medvedev.

Ambos concordaram a respeito da necessidade de trabalharem juntos no tema do programa nuclear iraniano, mas deixaram claras as suas divergências sobre a Geórgia, país com o qual a Rússia entrou brevemente em conflito no mês de agosto.

ao/dm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG