Nova York, 10 jul (EFE) - O número de lares americanos em processo de execução hipotecária caiu em junho 3% em relação a maio, mas aumentou 53% frente ao mesmo mês de 2007, informou hoje a RealtyTrac, companhia especializada na análise desses dados. No final de junho, um em cada 501 lares nos Estados Unidos se encontrava em alguma das etapas do processo de execução hipotecária, especificou a RealtyTrac em um relatório divulgado hoje. As etapas incluem desde os imóveis nos quais foram recebidas as primeiras notificações de inadimplência, até os anúncios de leilão público de uma casa ou a apropriação por parte do banco. O executivo-chefe da RealtyTrac, James J. Saccacio, advertiu em um comunicado de imprensa que, apesar da queda registrada em junho em relação a maio ainda não chegou o auge deste ciclo de execuções hipotecárias.

Saccacio destacou que as apropriações de imóveis por parte dos bancos por falta de pagamento da hipoteca estão aumentando a um ritmo mais rápido que as notificações de inadimplência e os anúncios de leilão.

Em junho, as apropriações por parte dos bancos aumentaram 171% em comparação com um ano atrás.

Os estados de Nevada, Califórnia e Arizona continuam sendo os que registram um maior percentual de casas em processo de execução hipotecária.

Nevada lidera a lista, com um de cada 122 lares afetados, 85% a mais que em junho de 2007.

A Califórnia, com um processo de execução hipotecária em cada 192 propriedades, e o Arizona, com um em cada 201 lares, seguem ocupando o segundo e o terceiro lugares, respectivamente. EFE bj/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.