O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, viajará a Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, para conhecer a produção de etanol. O francês, que já foi comissário de Comércio da Europa e banqueiro, passará pelo Brasil na próxima semana, a caminho do Uruguai.

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, viajará a Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, para conhecer a produção de etanol. O francês, que já foi comissário de Comércio da Europa e banqueiro, passará pelo Brasil na próxima semana, a caminho do Uruguai. Além da visita à produção de biocombustível, Lamy terá uma reunião de trabalho com o chanceler Celso Amorim em Brasília, no dia 18, para avaliar como tirar a fracassada Rodada Doha de um estado crítico. O debate sobre o comércio do etanol continua sem uma solução. A Europa sabe que precisa abrir seu mercado para a importação brasileira para atingir sua meta de consumo de energia alternativa. Mas usineiros europeus se aliaram a ativistas ambientais. Alegam que a produção nos países emergentes está desmatando florestas e provocando problemas sociais.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.