O diretor geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, considerou possível convocar em Genebra uma nova reunião ministerial até o final de 2008 para talvez concluir a negociação da Rodada de Doha em 2009.

"Não concluiremos todas as negociações antes que George Bush (presidente norte-americano) saia da Casa Branca", disse Lamy nesta quinta-feira em uma entrevista à rede France 24.

"O que podemos concluir até o final do ano é essa antepenúltima etapa, da qual já superamos 85% em julho (...) Verei quando chegar o momento, se terei que voltar a convidar os ministros a Genebra para concluir esta importante etapa. Acredito que é possível", acrescentou.

Negociações em nível político empacaram no mês de julho em Genebra por causa dos desacordos entre Estados Unidos e Índia sobre a questão dos mecanismos de salvaguarda (SSM).

Para Lamy, uma nova reunião ministerial da OMC até o final do ano é "possível, desejável, mas isso depende muito dos progressos técnicos nas negociações".

"Se concluirmos esta antepenúltima etapa antes do final de 2008, uma conclusão de toda a negociação em 2009 é possível", acrescentou.

Perguntado sobre as lições da crise financeira mundial, Lamy disse que "a partir de certo ponto de vista, a Europa ocupou a liderança na gestão desta crise".

"Se acreditarmos, como é o meu caso, que é necessário que haja uma integração européia maior para que participe de uma governabilidade mundial mais estruturada, é preciso que os europeus aceitem que, por exemplo, em matéria de finanças, seja uma só pessoa a falar por todos", acrescentou.

ito/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.