KUWEIT (Reuters) - O departamento de energia do Kuweit, sob liderança do primeiro-ministro, cancelou neste domingo um negócio que daria origem a uma petroquímica de 17,4 bilhões de dólares, em parceria gigante norte-americana Dow Chemical, informou a agência estatal KUNA. A proposta do negócio foi levada adiante sob a oposição do parlamento do país, que considerava a transação inviável nas atuais condições econômicas.

(Escrito por Firouz Sedarat)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.