Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Kirchner convoca ato para mesmo dia de manifestação dos produtores rurais

Buenos Aires, 10 jul (EFE).- O ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner convocou um grande ato em defesa das decisões democráticas para a próxima terça-feira, mesmo dia de uma manifestação que será realizada pelos produtores agropecuários insatisfeitos com um imposto sobre as exportações de grãos.

EFE |

As duas manifestações ocorrerão um dia antes de o plenário do Senado debater as alíquotas variáveis que o Governo quer que sejam endossadas pelo Congresso.

Assim como há menos de um mês, o marido da presidente argentina, Cristina Fernández, convocou hoje uma entrevista coletiva para anunciar a manifestação na praça em frente à sede do Parlamento e reiterar críticas ao setor agropecuário.

Kirchner, que foi presidente entre 2003 e 2007, defendeu que o ato anunciado responde "às atitudes desestabilizadoras" do campo.

O ex-presidente também rejeitou as "ameaças, pressões e agressões de todo tipo." "Será um lugar de amor, da pátria, dos sonhos. Não convocamos (o ato) para agredir ninguém", defendeu o presidente do governista Partido Justicialista (PJ, peronista), antes de sugerir que será um dos oradores do protesto.

Kirchner destacou que a manifestação tem como objetivo "aprofundar o pleno funcionamento da democracia". Além disso, defendeu o projeto tributário do Executivo ao reiterar que o imposto foi criado para "garantir a mesa dos argentinos".

O anúncio do ex-chefe do Estado foi feito no mesmo dia no qual os produtores agropecuários retomaram seus protestos com manifestações à beira de várias estradas do país. EFE cw/bm/sc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG