Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Kassab alveja Marta na estréia do horário eleitoral na TV

SÃO PAULO - Os candidatos à Prefeitura de São Paulo utilizaram-se ontem da estréia do horário eleitoral gratuito dos vereadores para fazerem, direta ou indiretamente, referências a suas próprias campanhas.

Valor Online |

Com maior tempo de propaganda, estagnado e distante mais de 20 pontos de seus principais adversários, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) teve seu número e nome em constante aparição durante a apresentação dos candidatos a vereador de sua coligação (PMDB, PV, PSC, PR, PRP) seja no plano de fundo dos postulantes, seja na vinheta que se apresentava entre um e outro: Vote 25 com Kassab prefeito .

Os partidos aliados de Kassab fizeram críticas diretas ao PT na propaganda política, em jingles como Quem anda para trás é caranguejo. Para que mudar? e O PT teve chance e São Paulo não gostou. O PT mandando aqui eu não quer não senhor . A candidata petista, Marta Suplicy, foi atacada indiretamente, quando os coligados usaram o jingle mais taxa não , em referência ao termo Martaxa vinculado pela oposição à petista, quando ela foi prefeita de São Paulo, entre 2001 e 2004.

Na campanha do PMDB, partido da coligação de Kassab, um vereador vinculou à gestão do prefeito projetos e obras criados no governo Marta, como os telecentros e os Centros Educacionais Unificados (CEUs).

A participação de Marta Suplicy, que lidera com folga as pesquisas de intenção de voto, foi feita com menções a obras consideradas vitrine de sua gestão na Prefeitura de São Paulo. Entre elas, estavam os 238 km de corredores de ônibus , a Rede CEU , e o Vai e Volta , programa de transporte escolar. A imagem de Marta era apresentada ao fundo de cada candidato.

O ex-prefeito Paulo Maluf (PP) usou semelhantes artifícios. A vinheta dos vereadores dizia que desde sua administração São Paulo não teve mais grandes obras e que Com seis vezes menos recursos, o PP fez muito mais . Também afirmou que os vereadores apóiam a volta do Plano de Atendimento à Saúde (PAS) - bandeira de seu mandato - e a freeway , via para automóveis sobre os rios Tietê e Pinheiros.

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, só foi lembrado no intervalo de apresentação de alguns candidatos, quando entrava uma vinheta: Com Geraldo Alckmin prefeito .

Figuras conhecidas do eleitorado, embora não candidatos em São Paulo, também usaram o tempo de seus partidos, como o deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (PDT), e a ex-senadora Heloísa Helena, presidente nacional do P-SOL.

Os candidatos a prefeito também apareceram ao longo do dia em inserções publicitárias, de forma direta, como Kassab fazendo propaganda de suas ações na prefeitura, ou por meio de depoimento, como o do escritor Fernando Morais, que elogiou Marta Suplicy como figura doce e suave . Durante todo o período de exibição da propaganda eleitoral, Kassab terá direito a 787 inserções durante a programação no rádio e na televisão. Marta terá 601 e Alckmin, 401.

Apesar das críticas feitas pelo DEM, Marta elogiou ontem, em uma atividade da campanha de rua, um aliado do prefeito Kassab, o secretário municipal de esportes, Walter Feldmann (PSDB-SP). Feldman foi um dos maiores entusiastas da manutenção da aliança do DEM com o PSDB na cidade, com a candidatura de Kassab.

(Caio Junqueira e Cristiane Agostine | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG