A Justiça dos Estados Unidos negou na segunda-feira um pedido de promotores para suspender a fiança do investidor Bernard Madoff, acusado de provocar uma fraude estimada em US$ 50 bilhões.

Os defensores públicos afirmaram que Madoff enviou para parentes, depois que o escândalo veio à tona, pertences num valor total de US$ 1 milhão.

Os advogados de Madoff alegaram que se tratava apenas de relíquias familiares, como abotoaduras e relógios antigos.

Leia mais sober fraude

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.