O juiz federal Élcio Arruda, da 3ª Vara Federal de Rondônia, negou o pedido de reconsideração apresentado na semana passada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e manteve a liminar, dada por ele mesmo, que suspende a execução das obras iniciais da usina hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira (RO). A decisão frustra as expectativas do governo de que a liminar seria derrubada hoje.

Ontem à tarde, os ministros Edison Lobão (Minas e Energia) e Carlos Minc (Meio Ambiente) haviam dito que contavam com a liberação das obras hoje.

A negativa do juiz em atender o recurso do Ibama também ameaça os planos do consórcio Energia Sustentável do Brasil (Enersus) de antecipar o cronograma das obras para começar a produzir energia já em 2012.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.