O Ministério da Justiça informou que a Secretaria Nacional de Justiça (SNJ) e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) assinaram um acordo para atuarem juntas no combate à sonegação fiscal de grandes devedores - inclusive no exterior -, à lavagem de dinheiro e ao desvio de patrimônio. De acordo com o site do ministério, o acordo prevê a troca de informações, cooperação em investigações conjuntas e sistematização de dados, para desenvolver técnicas e procedimentos para análise de situações suspeitas.

Para o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, a medida vai ajudar as investigações sobre recursos de origem ilícita de brasileiros detidos em bancos no exterior. "Os crimes tributários e a lavagem de dinheiro dificilmente ocorrem de forma isolada, e exigem que os órgãos de prevenção e repressão articulem esforços de inteligência", apontou.

De acordo com o Ministério, o trabalho conjunto das duas pastas também focará empresas multinacionais devedoras. "Agora será possível localizar bens de grandes devedores mesmo escondidos sob empresas de fachada. Com isso, a própria Procuradoria da Fazenda poderá recuperar ativos dos que possuem grandes dívidas fiscais", destacou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.