O ex-presidente do banco americano Merrill Lynch, John Thain, foi convocado pelo Departamento de Justiça do Estado de Nova York, como parte de uma investigação sobre bônus pagos a executivos pelos bancos favorecidos com dinheiro públicos.

O secretário de Justiça de Nova York, Andrew Cuomo, deseja ouvir, também, J. Steele Alphin, o chefe de serviços administrativos do grupo Bank of America, que se juntou aos Merrill Lynch em 1º de janeiro deste ano.

Segundo o jornal Financial Times, o Merrill Lynch pagou cerca de 4 bilhões de dólares a título de remunerações diversas a seus quadros executivos no final do ano, apesar de ter registrado uma perda de 27,1 bilhões de dólares.

aa/fga/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.