Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Justiça autoriza audiência sobre porto

A Justiça negou o pedido do Ministério Público Federal (MPF) para suspender a audiência pública que seria realizada ontem à noite em Ilhéus (BA) sobre a construção de um porto privado no local. O MPF considera que a obra desrespeita a Lei da Mata Atlântica e causará vários impactos negativos - desmatamento e riscos para animais em extinção, como o bicho-preguiça-de-coleira.

AE |

A Justiça negou o pedido do Ministério Público Federal (MPF) para suspender a audiência pública que seria realizada ontem à noite em Ilhéus (BA) sobre a construção de um porto privado no local. O MPF considera que a obra desrespeita a Lei da Mata Atlântica e causará vários impactos negativos - desmatamento e riscos para animais em extinção, como o bicho-preguiça-de-coleira. O turismo em Itacaré também pode ser afetado. Para o procurador da República Eduardo El Hage, a audiência é um instrumento importante da democracia, mas, nesse caso, a opinião da população não conta. "É como fazer uma audiência para erguer um arranha-céu no Pelourinho."

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG