Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Justiça: AmBev é suspeita de conduta anticompetitiva

O Ministério da Justiça está investigando a Companhia de Bebidas das Américas (AmBev) por possível prática de condutas anticompetitivas. Dois processos administrativos contra a empresa já foram instaurados pela Secretaria de Direito Econômico (SDE), nesta semana, através do Departamento de Proteção e Defesa Econômica (DPDE), com base em representação recebida da cervejaria Kaiser, para investigar a suspeita de condutas anticompetitivas.

Agência Estado |

De acordo com nota divulgada pela assessoria do Ministério da Justiça, no primeiro caso, a SDE investiga se os acordos de exclusividade de vendas firmados com varejistas impedem ou limitam a entrada de cervejarias rivais nos pontos de vendas, com possível prejuízo à livre concorrência.

Além disso, o processo visa averiguar se a política de refrigeração da Ambev prejudica e ou limita a entrada de cervejarias rivais. E, por fim, a SDE ainda investiga o lançamento da "Puerto Del Sol" e "Puerto Del Mar" pela AmBev, na mesma época em que a Sol foi lançada no mercado brasileiro pela Kaiser. Segundo o ministério, "elas possuíam elementos distintivos de marca e de publicidade bastante semelhantes aos da Sol, já presente em outros países". A investigação tem como objetivo apurar se essas marcas foram lançadas no mercado com o intuito de confundir o consumidor e prejudicar a entrada de um concorrente da AmBev no mercado.

A AmBev é a maior cervejaria do Brasil, detentora das principais marcas no País, como Skol, Brahma, Antarctica, Bohemia e Original. A empresa detém, segundo o Ministério da Justiça, cerca de 70% do mercado nacional.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG