RIO - A juíza Maria da Penha Nobre Victorino, da 5ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), aceitou hoje o pedido de recuperação judicial da rede de varejo Casa & Vídeo. A decisão protege a empresa contra cobrança de dívidas por credores.

A juíza nomeou como administrador judicial o advogado Francisco Antonio Chagas. A Casa & Vídeo tem, a partir de hoje, 60 dias para apresentar um plano de recuperação judicial. Caso o prazo não seja cumprido, a juíza poderá decretar a falência da empresa.

A Casa & Vídeo, uma das maiores redes de varejo do Rio de Janeiro, está em dificuldades financeiras desde que a Polícia Federal deflagrou a operação Negócio da China, em 25 de novembro do ano passado. Na ocasião, foram presas 13 pessoas.

Entre as acusações contra os controladores da companhia estão evasão de divisas, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e contrabando.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.