Tamanho do texto

Depois de sete meses de altas, as taxas de juros das operações de crédito caíram em dezembro, segundo a Pesquisa de Juros da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

A taxa de juros média para pessoa física recuou 0,12 ponto percentual no mês (o equivalente a 3,21 ponto no ano) correspondente a uma redução de 1,58% no mês (2,27% em doze meses). Ela passou de 7,61% ao mês em novembro para 7,49% ao mês em dezembro, e é a menor taxa de juros média encontrada pela pesquisa da Anefac desde setembro do ano passado.

O vice-presidente da entidade, que coordenou o trabalho, Miguel de Oliveira, atribui a redução nas taxas a quatro fatores: as medidas do Banco Central para dar maior liquidez ao mercado (como a liberação de compulsórios); a pressão do governo pedindo aos bancos a redução dos spreads; a queda dos juros futuros com a expectativa de redução da taxa básica de juros (Selic) em 2009; e uma maior estabilidade no sistema financeiro internacional depois do período mais turbulento da crise financeira.

Modalidades de crédito

A maior redução na taxa de juros encontrada pela pesquisa da Anefac foi a do CDC que, na média, caiu 0,24 ponto porcentual, de 3,29% ao mês para 3,05%. O cheque especial teve um recuo de 0,11 ponto, passando de 8,02% para 7,91% ao mês, na média.

Já o cartão de crédito, modalidade bastante usada pelos consumidores, não teve nenhum recuo no período pesquisado e segue, na média, com taxa de juros de 10,56% ao mês.

Leia mais sobre juros

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.