Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Juros futuros fecham em baixa; BC se reúne com mercado

Por Vanessa Stelzer e Silvio Cascione SÃO PAULO (Reuters) - As projeções de juros encerraram a sexta-feira em queda, após uma semana de predomínio do movimento de alta.

Reuters |

O mercado vinha resistindo aos sinais de arrefecimento da inflação, já que não devem mudar a política monetária de curto prazo. Segundo um operador que preferiu não se identificar, houve um ajuste neste último pregão do mês.

O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2010 recuou de 14,68 por cento ao ano na véspera para 14,64 por cento. O DI janeiro de 2009 caiu de 13,90 para 13,88 por cento.

A próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) está agendada para 9 e 10 de setembro e a expectativa da maioria no mercado é de novo aumento da Selic em 0,75 ponto percentual. A partir de então, no entanto, o ritmo de aperto monetário pode diminuir se a inflação se consolidar em patamares mais baixos.

O último dado nesse sentido foi divulgado durante a semana: o IGP-M registrou deflação maior que a esperada em agosto.

No mercado aberto, o Banco Central recolheu 26,032 bilhões de reais dos bancos, até segunda-feira, com remuneração proporcional a 12,93 por cento ao ano.

ECONOMIA AINDA AQUECIDA

Analistas de mercado se reuniram nesta sexta-feira em São Paulo com o Banco Central, que prepara o próximo Relatório Trimestral de Inflação.

De acordo com um participante da reunião, em que o BC costuma mais ouvir do que falar, a avaliação dos economistas presentes foi de que a economia ainda está bastante aquecida, mas há a expectativa de que alguma desaceleração por conta dos aumentos do juro.

Alguns analistas projetaram que a inflação vai convergir para o centro da meta em 2009, de 4,5 por cento, mas muitos disseram que deve ficar em 5,0 por cento, como indica o relatório Focus.

Segundo a fonte, que preferiu não se identificar, o cenário de inflação de 2008 nem foi discutido. 'O pessoal fala o que é do interesse do BC ouvir, que é a expectativa para 2009.'

A fonte destacou também a preocupação de alguns analistas com o setor externo.

A reunião teve a participação do presidente do BC, Henrique Meirelles, que estava em São Paulo para uma palestra.

Em evento pela manhã, Meirelles disse que o aperto monetário está funcionando e que já há sinais de que a inflação está convergindo para o centro da meta.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG