SÃO PAULO - Depois da decisão do Federal Reserve (Fed), banco central americano, que optou pela estabilidade de juro básico nos EUA e anunciou a injeção de US$ 600 bilhões na economia americana até junho de 2011, os investidores acompanham nesta quinta-feira as decisões de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) e Banco da Inglaterra (BoE)

SÃO PAULO - Depois da decisão do Federal Reserve (Fed), banco central americano, que optou pela estabilidade de juro básico nos EUA e anunciou a injeção de US$ 600 bilhões na economia americana até junho de 2011, os investidores acompanham nesta quinta-feira as decisões de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) e Banco da Inglaterra (BoE). A expectativa é de manutenção da taxa em 1% na zona do euro e em 0,5% no Reino Unido. Por aqui, atenção ao comportamento da produção industrial no mês de setembro. As expectativas sugerem leve alta ou estabilidade. Também por aqui, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga os Indicadores Industriais de setembro e o Banco Central (BC) apresenta o fluxo cambial semanal. Nos Estados Unidos, saem a produtividade do trabalhador e do custo da mão de obra durante o terceiro trimestre. Também é conhecida a variação semanal nos pedidos por seguro-desemprego. No front corporativo, são aguardados os resultados da Aliansce Shopping, AES Tietê, Tegma, Banco ABC Brasil, B2W Varejo, Lojas Americanas, Confab, Cyrela Commercial Properties, Eletropaulo, LLX e Sul America. Na agenda externa, estão previstos os resultados da Alcatel-Lucent, Alstom, Beiersdorf (Nivea), BNP Paribas, Deutsche Telekom, Kraft, Starbucks e Unilever. (Eduardo Campos | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.