Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Juros bancários sobem no ano ante 2007, diz Procon

As taxas de juros bancários no cheque especial e crédito pessoal encerraram o ano de 2008 mais altas do que estavam no fim de 2007, segundo levantamento anual da Fundação Procon-SP.

Redação |

O Procon constatou que a alta nos juros acompanhou o aumento na taxa básica de juros da economia, a Selic.

A taxa média do cheque especial ao longo do ano de 2008 foi de 8,73% ao mês, o que representa um aumento de 0,49 ponto percentual em relação à taxa média de 2007, que era de 8,24% ao mês.

No início do ano, segundo o Procon, a taxa média enter os bancos pesquisados era de 8,21%, e agora no final do ano ela passou para 9,33% ao mês, registrando uma alta de 13,64%.

O banco que apresentou a maior taxa média anual de cheque especial foi o Banco Safra, com 11,34% ao mês. Já  menor taxa é a da Caixa Econômica Federal, de 7,59% ao mês. A diferença é de 3,75 pontos percentuais, que representa uma variação de 49,41%.

Empréstimo pessoal

A taxa média do empréstimo pessoal durante o ano de 2008 foi de 5,72% ao mês, o que representou um acréscimo de 0,40 ponto percentual em relação à taxa média de 2007, que era de 5,32% ao mês.

No início do ano, a taxa média era de 5,36%, passando para 6,25% ao mês no fim do ano, registrando alta de 16,60%.

O banco que apresentou a maior taxa média anual de empréstimo pessoal foi o Unibanco, com 6,55% ao mês. Já a menor taxa novamente era a da Caixa Econômica Federal, de 4,49% ao mês. A diferença entre as taxas dos dois bancos é de de 2,06 pontos percentuais, que representa uma variação de 45,88%.

O levantamento anual envolveu dez instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander e Unibanco.

Leia tudo sobre: bancosjuros

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG