As altas taxas de juros pagas pela Grécia para captação de recursos estão anulando as medidas que o país tem adotado para reduzir seus níveis de endividamento, disse hoje o primeiro-ministro grego, George Papandreou. Falando ao Parlamento Europeu, o primeiro-ministro afirmou que tem conversado com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e que as medidas que a Grécia vem tomando são as que teriam sido determinadas pelo fundo.

"Eles não pediriam mais nada", declarou Papandreou.

"Temos o pior do FMI sem os benefícios de um empréstimo do fundo", afirmou, acrescentando que ainda prefere uma solução no âmbito da União Europeia. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.