Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Juro do cheque especial sobe em novembro para 174,8% ao ano

BRASÍLIA - Os bancos elevaram em 4 pontos percentuais a taxa média de juros incidente no cheque especial, que passou de 170,8% anuais em outubro para 174,8% ao ano em novembro. Em 12 meses, o avanço correspondeu a 36,1 pontos percentuais.

Valor Online |

 

 

Nos 11 primeiros meses de 2008, houve acréscimo de 36,7 pontos.

O spread (ganho com a diferença entre o custo de aplicação e o custo de captação) cobrado pelos bancos nessa operação teve ampliação de 4,1 pontos percentuais, a 162% ao ano.

O juro do crédito pessoal registrou ampliação de 3,1 pontos, saindo de 57,5% para 60,6%. Em 12 meses, houve acréscimo de 13,8 pontos. No acumulado do ano, o crescimento foi de 14,8 pontos.

Dentro dessas operações, a taxa média dos empréstimos com desconto em folha de pagamento aumentou 1 ponto, de 29,8% em outubro para 30,8% no mês seguinte. Em 12 meses, esse juro teve alta de 2,1 pontos. No ano, houve alta de 2,7 pontos.

As taxas médias das operações tradicionais de crédito pessoal verificaram incremento de 2,2 pontos no mês em outubro, indo de 76,5% (dado revisto) para 78,7%. A alta chegou a 16,9 pontos em 12 meses e a 19,6 pontos no ano.

Nas outras modalidades de crédito à pessoa física, o custo médio do empréstimo para aquisição de veículos cresceu 3,5 pontos, para 37,6% em novembro. Em 12 meses, essa taxa avançou 9,1 pontos. No ano, o aumento foi de 8,8 pontos.

As taxas de empréstimos cobradas para aquisição de bens variados - como eletroeletrônicos, por exemplo - apresentaram elevação de 6,8 pontos, para 68,2% ao ano. Esse juro médio teve incremento de 13,7 pontos nos 12 meses terminados em novembro. No ano, a expansão ficou em 11,7 pontos.

As informações foram apresentadas pelo Banco Central (BC) nesta terça-feira.

Leia mais sobre juros

Leia tudo sobre: juros

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG