F e reforça aposta em taxa Selic estável - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Juro cai na BM F e reforça aposta em taxa Selic estável

O mercado de juros deve ampliar hoje as apostas na estabilidade da taxa Selic em 13,75% ao ano, dia de reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC). Essa idéia é majoritária, tanto entre economistas quanto entre operadores.

Agência Estado |

Mas, por causa da forte pressão no dólar e dos movimentos de ajuste de posições, acabou sendo abafada na semana passada nos preços dos juros.

Hoje, no entanto, os sinais são de que a moeda americana pode voltar a mostrar alívio e, juntamente com o noticiário sobre atividade econômica, devem estimular a ampliação de fichas na aposta de pausa no ciclo de aperto monetário. Segundo pesquisa da Agência Estado, de um total de 63 economistas consultados, 39 esperam a manutenção da taxa, 21 com uma elevação de 0,50 ponto porcentual e apenas três aguardam acréscimo de 0,25 ponto porcentual.

Na abertura do pregão na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), os juros futuros indicam queda de taxas. Às 9h10, o contrato futuro de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2009 projetava taxa de 13,82% ao ano, ante 13,92% ontem. O DI com vencimento em janeiro de 2010 tinha taxa de 15,70% ao ano, ante 15,73% ontem. E o DI de janeiro de 2012 tinha taxa de 16,84%, de 16,96% ontem.

Os efeitos do desaquecimento global sobre a economia brasileira respaldam a aposta na parada técnica do aumento dos juros. E, nos últimos dias, têm aparecido sinais mais concretos de que esse contágio já está ocorrendo. Nesta manhã, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou que a confiança da indústria caiu 11,7% em outubro, depois de ter recuado 2,2% em setembro. Em comunicado, a FGV informou que a "queda acentuada sinaliza desaceleração de atividade econômica em outubro e pessimismo em relação aos próximos meses".

Ontem, a Pesquisa Sensor, divulgada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que mede a percepção dos empresários sobre a atividade industrial para o mês de outubro, também mostrou aumento do pessimismo.

O mercado financeiro aguarda também a decisão sobre política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central americano), que será anunciada às 16h15. A expectativa majoritária é de que haverá um corte de 0,5 ponto porcentual, levando a taxa básica de juros nos EUA para o nível de 1% ao ano. O movimento de alívio monetário nas principais economias é também apontado como argumento dos profissionais que esperam a estabilidade da Selic hoje.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG