Frequentemente vistos como um estorvo para os negócios, por ditar regras e inibir projetos, os departamentos jurídicos continuam mal avaliados. Segundo uma pesquisa feita com 270 empresas associadas ao Fórum de Departamentos Jurídicos de São Paulo, metade delas percebe esse departamento como fonte de obstáculos, e não como facilitador, alinhado com sua estratégia de negócios.

Frequentemente vistos como um estorvo para os negócios, por ditar regras e inibir projetos, os departamentos jurídicos continuam mal avaliados. Segundo uma pesquisa feita com 270 empresas associadas ao Fórum de Departamentos Jurídicos de São Paulo, metade delas percebe esse departamento como fonte de obstáculos, e não como facilitador, alinhado com sua estratégia de negócios. Entre as reclamações, 28% dos consultados disseram que só se lembram do jurídico quando surge um problema e 26% responderam que o departamento, em vez de ajudar nas decisões, cria polêmicas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.