Os julgamentos de alguns pedidos de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) previstos para hoje foram adiados por conta da morte de um parente da desembargadora Jane Silva. Entre os casos que seriam decididos pela Sexta Turma do tribunal estavam dois do ex-banqueiro Alberto Salvatore Cacciola, 64 anos, condenado por desvio de dinheiro.

Mas como o pedido de vista de um dos casos em favor de Cacciola é para outro magistrado, o processo pode ser decidido ainda nesta tarde.

A desembargadora, que é relatora dos processos do banqueiro, negou outro pedido de pedido de habeas corpus do ex-dono do banco Marka em 22 de agosto. Jane Silva foi também a desembargadora que concedeu limitar permitindo que Cacciola não usasse algemas. O ex-banqueiro está detido no presídio de Bangu 8, no Rio de Janeiro, desde o dia 17 de julho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.